Nobreak dupla conversão

Home / Blog / Nobreak dupla conversão
Nobreak dupla conversão

 

Energia controlada em 100% do tempo, é o que podemos afirmar quando falamos de nobreaks dupla conversão, mas o que é um nobreak dupla conversão?

Dupla conversão é a topologia de nobreaks indicada para alimentar as cargas mais críticas e sensíveis, isso pois esse equipamento possui as características e vantagens abaixo, que o difere dos nobreaks comuns linha interativa.

Tempo zero de interrupção durante a queda de energia;

Melhor precisão na tensão de saída;

Melhor precisão na frequência de saída;

Forma de onda senoidal pura;

Menor nível de ruídos na saída;

Menor distorção harmônica;

O próprio nome caracteriza o funcionamento dessa topologia, aonde a energia em corrente alternada (CA) da rede elétrica é convertida para corrente continua (CC) por meio de um circuito retificador. Essa energia CC do retificador, juntamente com energia CC das baterias é convertida em energia CA por um circuito inversor, possibilitando a alimentação das cargas. Dessa forma, o nobreak dupla conversão alimenta a carga em 100% do tempo pelo seu circuito inversor, o que de acordo com a NBR 15014, define essa topologia também pela nomenclatura de nobreak on-line. O esquemático abaixo extraído da NBR exemplifica o circuito.

Fonte: NBR 15014 – 2003

Alimentar a carga em 100% do tempo por seu circuito inversor, proporciona ao nobreak dupla conversão a capacidade de promover uma energia mais precisa e controlada para as cargas mais sensíveis, com tudo, outras questões técnicas e construtivas tornam essa topologia mais arrojada e confiável. Nos dias atuais, nobreaks de maiores potências ou para circuitos trifásicos já são por padrão dupla conversão, possibilitando também o funcionamento em sistemas paralelos redundantes (Leia essa publicação sobre redundância), fornecendo enorme nível de confiabilidade para as missões mais críticas.

Uma outra característica comum dos nobreaks dupla conversão é a existência de um circuito by-pass automático e/ou manual. E esse circuito possui a funcionalidade de manter a carga alimentada pela rede elétrica em caso de falha de seus circuitos eletrônicos, possibilitando a ação do usuário em desligar a carga ou mantê-la operando pela rede elétrica, até o restabelecimento de seu funcionamento normal.

Todos esses atributos demandam circuitos eletrônicos mais complexos e compostos por componentes mais arrojados, sendo que em grande parte dos casos, esses nobreaks necessitam de um maior conjunto de baterias para operar, impactando em um maior custo para aquisição e manutenção.

A aplicação de um nobreak dupla conversão deve ser analisada sobre fatores de necessidade da carga e em relação a potência demandada. Conforme dito acima equipamentos com maiores potências como 10Kva e superiores e/ou circuitos trifásicos, por necessidade já devem ser considerados dupla conversão. Já para potências menores, em grande parte das aplicações, a necessidade do nobreak dupla conversão e prescrita pelo próprio fabricante do dispositivo ou sistema a ser alimentado, já em outras aplicações, fatores como sensibilidade e criticidade da carga alimentada devem ser considerados, levando em conta o custo benefício do investimento.

Você trabalha com sistemas de alta criticidade ou de alta sensibilidade a rede elétrica? Entre em contato conosco para conversarmos sobre como tornar sua operação mais confiável.


Voltar