Redundância Entre Nobreaks

Redundância é o meio mais simples de obter um sistema de alta disponibilidade, mantendo seu perfeito funcionamento mesmo em caso de falhas de componentes ou sobrecargas do sistema. A redundância pode ser obtida em diversos níveis e configuração, leia abaixo como a redundância é feita entre nobreaks.

Paralelismo Redundante Integral

Dois ou mais nobreaks operando com suas fases de saída interligadas da maneira correta alimentando simultaneamente a carga, com essa configuração a potência consumida pela carga e dividida igualmente entre os nobreaks do sistema e em caso de falha o equipamento defeituoso deixa de alimentar a carga que é assumida automaticamente pelos demais nobreaks do sistema, sem interrupção de alimentação. Em caso de manutenção, um ou mais nobreaks podem ser retirados e inserido no sistema sem que a energia que alimenta a carga seja interrompida. Com essa configuração cada nobreak do sistema deve ter a capacidade de 100% da potência consumida pela carga, sendo assim apenas dois nobreaks já são capazes de formar o sistema paralelo redundante.

Paralelismo Redundante N+1

Com a configuração de redundância N+1, os nobreaks também possuem suas fases de saída interligadas paralelamente, porem diferente do paralelismo redundante integral, os nobreaks unitários que constituem o sistema não possuem 100% da capacidade consumida pela carga, e sua redundância é constituída por modulo ou equipamento. A potência necessária para alimentar a carga é fornecida pela somatória dos “N” equipamentos que constituem o sistema + 1 equipamento que ira suprir a potência total caso um equipamento do sistema falhe. Ex: Um sistema com três nobreaks de 20Kva cada um, operando em paralelismo e somando suas potências, alimentam uma carga de 40Kva. Caso um dos nobreaks do sistema falhe, ainda estarão disponíveis dois equipamentos com o total de 40Kvas.

Redundância em Cascata/By-pass

A configuração de redundância em cascatas, geralmente é aplicada quando os nobreaks do sistema não possuem capacidade de operar em paralelismo, porem possuem alimentação do circuito de by-pass independente. Durante a operação normal o nobreak 1 alimenta a carga enquanto o nobreak 2 esta pronto para assumir a carga caso o nobreak 1 entre em falha, essa comutação ocorre automaticamente e sem interrupção de energia para a carga.

Todo projeto de implementação de redundância entre nobreaks deve ser estudado para atender a criticidade do sistema, obtendo por meio da redundância o nível de confiabilidade exigido pela operação.

A Brumatec possui equipe de engenharia de aplicações altamente capacitada, e com grande experiência em implementação de sistemas de nobreks redundantes, se você possui uma operação de alta criticidade que não tolera paradas por falhas de energia elétrica, entre em contato com nossa equipe, nós temos a solução adequada para a sua necessidade.

Entre em contato

    Aceito receber comunicações e permito que meus dados sejam armazenados.

    EMERGENCIAS 24H

    A Brumatec disponibiliza um atendimento 24h para emergência em sistemas de alta criticidade pelo telefone ou whatsapp:

    (19) 97111-8191, o atendimento é feito mediante ao custo de suporte via telefone ou ao custo de visita técnica.

    CONSULTA ORDEM DE SERVIÇO


    Chave de Acesso:
    Senha: